Publicado por: Fabio | 10 Novembro, 2008

Fez parte do meu show…

Era sua primeira vez. Simplesmente era impossível esconder o nervosismo. Repassava, mentalmente, inúmeras vezes o quê havia tanto ensaiado. Mas mesmo assim ainda parecia que estava faltando alguma coisa para lembrar. O nervosismo já se tornara incontrolável. E se quando a hora “H” chegasse, falhasse? Nunca precisou de drogas para se animar, fazia questão de frisar isso. Mas naquele dia, o nervosismo era tanto que podia até ser uma boa idéia. Faltavam poucos minutos, e eles eram intermináveis. Queria saber logo se seria fracasso ou sucesso, orgulho ou fiasco. Não pensava no fim, só imaginava o começo. Se se atrapalharia, se todas as dificuldades seriam deixadas pra trás. A ansiedade e a insegurança lhe faziam companhia, era inegável. As unhas já haviam se ido. O relógio já tinha virado lugar favorito do olhar. Não via a hora de livrar-se daquela angústia. Até que o momento chegou. Mesmo com o coração na boca, com as mãos e pernas trêmulas. Colocou-se em seu lugar, e tentou engolir o coração. Não podia mais desistir, agora era tudo ou nada. Teve que encará-la, não podia se amedrontar naquele momento. Caminhou até ela seguro de si, ao menos era o que demonstrava, sentou-se e apenas a observou. Naquele momento esqueceu todo o nervosismo, toda a insegurança, e sentiu uma confiança que levantou o seu moral. Assim que começou a tocá-la, demonstrou ainda uma certa incerteza do quê estava fazendo. Mas logo pegou o jeito e a tocava do jeito que mais gostava, com toda a força. Usava todo o sentimento que possuía para tornar aquela ocasião especial o quanto era merecido. Os amigos incentivavam minutos antes, ajudaram involuntariamente a recuperar o auto-controle. Mas e toda aquela gente olhando? Teria que ignorá-los e fazer tudo como se não estivessem ali. No início não era uma sensação confortável, parecia que cada olho presente aumentava suas possibilidades de fracasso. Mas não se abateu. Manteve-se firme, afinal de contas sabia o quê estava fazendo. Sabia ninguém mais poderia fazê-lo, que não cabia a mais ninguém fazê-lo. E se surpreendeu, e se superou. Superando assim as expectativas de todos. E depois de duas horas, percebeu que a habilidade sempre sobrou, o que faltava era a experiência. Mas vale lembrar, aquela foi apenas a sua primeira vez..

Anúncios

Responses

  1. Nossa adorei a sua forma de escrita, muito boa.
    Independente do que foi a primeira vez do personagem, primeira vez sempre é primeira vez, não tem jeito, a mão sua, o coração bate forte, adorei como descreveu, até senti o nervosismo. parabéns

  2. tão boa a sensação de vencer!
    de vencer tudo, mas sobretudo a si mesmo, o medo, a insegurança, dominar a si propróprio e então…dominar a platéia!
    experiêncai se adquire fazendo, e tudo tem uma primeira vez!
    bj

  3. Nossa, que jeito light e fofo de escrever sobre isso… Fiquei lembrando de várias situações que tive que encarar e que as pernas tremiam e eu me perguntava “Como vai ser? Será que vou conseguir?”. Felizmente na maioria dos assuntos emocionais pra mulher acaba sendo mais fácil, né? Bjo.

  4. E haveriam vezes melhores do que aquele, mas de qualquer jeito, boa ou ruim, aquela primeira nunca seria esquecida.

    Mas é assim mesmo. Tem horas em que a gente tem que ser alguém pela primeira vez, e aí o mundo parece que vai desabar.

    Mas olha, já subistes 100% no meu conceito. Pearl Jam é divino!

    Eu vivo à mil, com três trilhões de pensamentos.

    Beijos, moço

  5. Há sempre o nervosismo, mas com ele a adrenalina. Ela impulsiona. Te garante que será intenso, não importando erros ou acertos. Então não há o q fazer, senão tomar dessa energia para fazer-se maior que a vida, por alguns minutos q seja. E aprender em seguida.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: