Publicado por: Fabio | 18 Março, 2009

Um pedaço Qualquer…

Ontem eu caí no chão e me espatifei em um monte de cacos. E precisei me recompor, me colar pedaço por pedaço. Aí peguei a cola, e comecei a colocar os pensamentos onde se encaixavam.

Mas tente imaginar a cena, você quebra um vaso que gosta muito e não vive sem ele. Mas e se esse vaso tem um pedacinho que você não gosta? Não dá pra jogar aquele pedaço fora e continuar a colar tudo. Por que no fim das contas vai ficar um vaso desigual, desfigurado. Sem aquele formato de vaso completo que se conhecia antes.
Só que me deparei com tantos pedaços que não queria mais, que me assustei um pouco. E me fez pensar o quanto de mim é bom, e o quanto de mim são defeitos. Sinceramente essa autoanálise foi meio tensa, por me fazer perceber os meus defeitos de uma maneira clara e direta. Fui sincero comigo mesmo como nunca havia sido antes. Pensei em todas as atitudes que tomei em minha vida, lembrei de todos os meus erros que cometi, me senti mal por causa do mal que já causei a muitas pessoas que passaram pela minha vida.

Não é bom perceber que a gente também erra, que a gente também faz coisa errada. Sempre falo em meus textos como ajo corretamente, e como enfrento a vida da maneira mais certinha o possível. Mas aquilo são momentos, são cacos da minha vida. Assim como possuo inúmeros outros cacos em que agi mal, que não fiz a coisa certa mesmo sabendo que estava fazendo a errada.

Certa vez elogiaram meus textos, e me incomodei com isso. Às vezes passo a impressão de que é tudo tão bom, tudo tão certo, mas não deixo claro que “aquele” texto específico é só um pedaço de mim, um fragmento das minhas experiências de vida. Não necessariamente traduz o meu Eu. Não dizem como eu penso ou sou completamente. Acho até que posso contar nos dedos de uma mão quem me conhece completamente. Não sou uma pessoa reservada, pelo contrário sou muito dado (sem trocadilhos por favor). Mas, por inúmeras vezes, eu passo a impressão de que está tudo bem quando na verdade me sinto um lixo, uma lumbriga expelida no meio das fezes. Mas ao olhar pra mim, pareço um diamante reluzente.

Eu tenho defeitos, todo mundo também tem. Só que não estaria sendo sincero comigo mesmo se um dia não escrevesse sobre esse assunto. Não admitisse que tenho meus defeitos, e ainda dissesse que não são poucos. Felizmente posso dizer que minhas qualidades superam meus defeitos, ou que deixo os defeitos aflorarem quando convém. Mas eu já errei muito na vida, já fiz muita merda (muita merda de verdade³), muita coisa que me arrependi bagarái de ter feito. Mas fazer o quê né? É a vida, ela é assim. Só que o importante é não parar de tentar acertar, pelo menos eu acho.

Vou juntar meus caquinhos, e colocá-los juntos de novo. Afinal de contas, eles são parte de mim. Eles formam meu caráter, minha personalidade, formam quem eu sou. Eu, completo. O difícil foi aceitar que os tenho mas agora, até gosto deles…

Esse é um dos meus cacos em texto, um dos meus pedaços.

Anúncios

Responses

  1. Calma que o Brasil é nosso!!!

    Todo mundo tem defeitos, “de perto ninguém é normal”, já dizia o Nelson Rodrigues.

    Eu também faço merda. Aquele post sobre sexo e afeto deu uma confusão, porque as pessoas se sentiram expostas mesmo que eu não tenha citado nomes. Ufa! Tive que me desculpar e por o rabo entre as pernas, pois é gente muito querida e importante para mim. Fiquei me sentindo péssima, mas o caminho para melhorar é começar agora. E procurar não repetir mais os erros. Aprender com eles.

    E vc estava certo, é 23 de março e não de maio, obrigada por me alertar. Já corrigi lá.

    Beijo!

  2. Pois é… se pudesse voltar atrás e mudar o que quisesse, meu caro, eu ficaria com muito medo de mudar quem sou. Pq, no fundo, gosto de quem sou. Não me acho perfeito, mas me acerto com meus defeitos. Me ajeito como posso. O quão confortável der. O resto, isso já realmente não importa o q seria.

  3. tá, eu spou meio doida, mas não tenho essa impressão…acho que textos são mesmo isso: fragmentos de quem o escreveu. podem ser sonhos, vontades, algo concreto, podem pertencer ao campo do presente ou do passado. não tenho essas expectativas todas não. de que alguém, ou mesma, seja sempre certo ou maravilhoso. nada mais certeiro quea frase: errar é humano.
    e como disse meu caro amigo troll, meus erros fazem parte de qem sou e de onde estou, então no momento até deles eu gosto.
    adorei o post. bj

  4. Melhor que só ter os bons pedaços é ser inteiro. E quando a gente é inteiro, é inevitável que tenha alguns pedaços que a gente gosta menos, ou mesmo aqueles que a gente queria jogar fora/ substituir. Mas ainda assim o que importa é ser inteiro. E um pedaço colado aqui, outro remendado ali no fim das contas é o que nos resta. Me lembrou aquela história do rapaz com o coração “mais belo”. Era lisinho e perfeito. Mas muito mais interessante era o coração do senhor que o tinha todo remendado, porque era um coração que já tinha amado muito, doado muito e recebido mais ainda. Acho que esse vaso também é assim. Quem o tem intacto é porque não viveu. Que você saiba valorizar o seu, seja remendado, colado, com partes que você não gosta. Afinal essas partes podem ser trocadas com o tempo e você pode ter um mosaico que até goste mais do que o que tem hoje. Mas liso ele nunca vai voltar a ser, justamente porque você já viveu. Ainda mais uma pessoa que, como você parece, vive tudo muito intensamente. Que você sempre tenha forças pra colar tudo quantas vezes forem necessárias. Pode ter certeza que mesmo que você não perceba, a cada colagem seu vaso está melhor. Quanto a se sentir um lixo… Todo mundo em algum momento se sente assim. Seria hipocrisia fingir que não. Mas passa. Só se sente lixo eternamente quem realmente o é. E sabemos que não é seu caso. Desculpa pelo comentário enorme, mas não consegui resumir o que queria dizer. Beijo grande.

  5. Mas nunca é possível nos traduzir completamente para outras pessoas. Especialmente porque nem sempre nós mesmos conseguimos entender essa tradução.
    Só revelamos faces. Pedaços, cacos de nós mesmos.
    Critique-se menos e veja mais as qualidades. parece que não, mas gostar de si mesmo faz TODA a diferença.
    Bjos!

  6. Ao menos vc reconheceu seus defeitos.
    Tem gente que nunca admite que erra.
    Quando admitimos, de alguma forma,crescemos.

    Beijos!

  7. Alma Nua
    Vander Lee
    Composição: Vander Lee

    Ó Pai
    Não deixes que façam de mim
    O que da pedra tu fizestes
    E que a fria luz da razão
    Não cale o azul da aura que me vestes
    Dá-me leveza nas mãos
    Faze de mim um nobre domador
    Laçando acordes e versos
    Dispersos no tempo
    Pro templo do amor
    Que se eu tiver que ficar nu
    Hei de envolver-me em pura poesia
    E dela farei minha casa, minha asa
    Loucura de cada dia
    Dá-me o silêncio da noite
    Pra ouvir o sapo namorar a lua
    Dá-me direito ao açoite
    Ao ócio, ao cio
    À vadiagem pela rua
    Deixa-me perder a hora
    Pra ter tempo de encontrar a rima

    Ver o mundo de dentro pra fora
    E a beleza que aflora de baixo pra cima
    Ó meu Pai, dá-me o direito
    De dizer coisas sem sentido
    De não ter que ser perfeito
    Pretérito, sujeito, artigo definido
    De me apaixonar todo dia
    De ser mais jovem que meu filho
    E ir aprendendo com ele
    A magia de nunca perder o brilho
    Virar os dados do destino
    De me contradizer, de não ter meta
    Me reinventar, ser meu próprio Deus
    Viver menino, morrer poeta

    Acho que já te mostrei esta música, mas como não tenho certeza se vc parou para lê-la, tive que fazer este comment gigante.

  8. “por inúmeras vezes, eu passo a impressão de que está tudo bem quando na verdade me sinto um lixo”…

    Eu adoro vc até nessas horas! Bjs!

  9. Somos o que somos, porque fizemos o que fizemos. Uma lógica simplista, como muitos diriam que eu simplifico a vida, mas não por onde escapar. E escapar para quê? Para vivermos em uma teia de mentiras, não aceitando as rédeas que tomamos na vida? Aceito o que sou, apesar de às vezes conhecer meu lado mais obscuro e feio de se olhar, mas não minto quando digo do que sou capaz, resta os outros aceitarem, quando eu os alertar 😉


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: